Magmel blogger barra

Magmel blogger barra

segunda-feira, 4 de março de 2013

O Versículo para Todos os Dias

                                                                                                          Carmelo Peixoto

“Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.”  Romanos 11:36

Tenho para mim que este versículo é uma bússula para propósitos e métodos bem como para reações aos problemas, vales e desertos enfrentados pelo cristão em sua jornada; é a coisa principal, como afirmou certo pregador. Todas as angústias, sofrimentos, depressões, separações, inquietações, estão na contramão desta verdade, porque tudo aquilo que, de algum modo, é pecado nos nossos relacionamentos, por exemplo, ou nas nossas atitudes, é fruto do pecado original em nós, e este pecado em nós nos destituiu da glória de Deus, porque a Bíblia “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;”
(Romanos 3:23) ; ou aquilo que é fruto do pecado, como, por exemplo, as nossas fragilidades em geral, também está ligado ao fato de estarmos destituídos da glória de Deus.

Por isto o versículo de Romanos 11:36 é tão maravilhoso. A humanidade está na contramão do caminho que Deus planejou. Este versículo deveria ser o versículo que orienta o crente em todas as suas atitudes, objetivos, perspectivas, etc. Ele é o versículo para todos os dias.

Quero dizer isto de outro modo: o pecado se opõe a glória de Deus. Sempre que há  pecado, não pode aparecer a glória de Deus. Um crente, quando está em pecado, não pode testemunhar de Deus, para que os pecadores se convertam para a glória de Deus.  A condição de vida pecaminosa impede que Deus na Sua riqueza espiritual resplandeça nos corações, pois Paulo, falando dos incrédulos nos diz:

Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus... Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo.
(
2 Coríntios 4:4,6)

Portanto romanos 11:36 deve servir de orientação para o valor  das minhas ações, reações, decisões, propósitos. Deve servir para toda a minha vida. Isto produz uma grande diferença na minha vida espiritual. Estou vivendo buscando a glória de Deus? Ora, eu sei que a Palavra de Deus diz “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.”  Então, o que faço com a vida que Deus me deu, se Ele, que me criou, me escolheu "para o louvor e glória da sua graça" (cf. Efésios 1:5)? Este versículo de Romanos 11:36 serve para me ajudar a encarar melhor o sofrimento; com ele posso saber que Deus está me moldando para tornar conforme a imagem do Seu Filho, para a Sua glória. Um crente que se deixa orientar por esta verdade se poupa de muitos problemas. Por exemplo: este emprego traz glória para Deus, a Sua glória pode ser vista se eu aceitar trabalhar com isto? Esta amizade ou relacionamento está trazendo ou trará glória para Deus? Este projeto, propósito ou empreendimento trará glória para Deus? Como posso trabalhar, agir ou me relacionar de modo que traga glória para Deus? Estou administrando o meu tempo para a glória de Deus ou tenho desperdiçado meu tempo e minha vida com coisas que satisfazem a mim mas não têm trazido glória para Deus? Como tenho reagido diante do sofrimento? Tenho ficado ansioso ou tenho esperado em Deus sabendo que todas as coisas cooperam para o bem daqueles O amam?  O mundo pode ver que tenho força diante do sofrimento? Uma pessoa que reflete sobre estas questões, que age e reage nesta perspectiva é luz diante de um mundo sem esperança. Quando Davi estava sendo perseguido e amaldiçoado por Simei no episódio de Absalão, ele falou  a alguém que queria punir Simei:

“Disse, porém, o rei: Que tenho eu convosco, filhos de Zeruia? Ora deixai-o amaldiçoar; pois o SENHOR lhe disse: Amaldiçoa a Davi; quem pois diria: Por que assim fizeste?”      (2 Samuel 16:10)

Amados, podemos dizer como o salmista: “Antes de ser afligido andava errado; mas agora tenho guardado a tua palavra.” (Salmos 119:67)

O que acontece quando um cristão não mantém o foco na glória de Deus? Para onde ele dirigirá o seu olhar? Para aquilo que é transitório. E o Egito sempre nos convidará. Cabe a nós prosseguirmos para o alvo, olhando firmemente para Jesus, para usarmos duas frases do Novo Testamento. Se não buscarmos a glória de Deus estaremos negligenciano o principal, “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente.” Esta verdade tem de guiar nossa percepção da vida, assim ficaremos mais firmes na nossa caminhada cristã. O mundo nos convidará, o pecado nos convidará, o inimigo jogará os seus dardos inflamados, mas esta verdade estará tão presente em nosso coração, que nossa alma distinguirá claramente a pobreza e miséria dos convites do mal. Teremos mais disposição de submeter tudo Àquele de Quem, por Quem e para Quem são todas as coisas. Reconheceremos mais facilmente que os seus planos são melhores que os nossos, que Sua vontade é perfeita, boa e agradável, teremos mais vigor no nosso ministério e nas lutas diárias. Nossa vida de oração ganhará novo ânimo. Sabemos que Ele é majestoso, glorioso, santo, digno. Não durmamos, mantenhamos nossos olhos na glória de Deus. Ó Crente, mantenha Romanos 11:36 no seu coração todos os dias. Quero terminar com outro versículo: Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém.  1 Timóteo 1:17